jueves, 28 de junio de 2007

Sabedoria africana


O que é a verdade?
É o equilíbrio frágil que nasce do choque dos antagonismos.
É a branca espuma das ondas.
É o perfume, síntese de todos os ingredientes
que cozem lentamente na marmita.
A verdade não é monolítica.
É o enriquecimento recíproco no respeito dos contrários.
(Irénée Guilane Dioh)

6 comentarios:

Méon dijo...

Partilho este conceito de verdade/ sabedoria. O contrário é a ideologia totalitária, que tão maus resultados deu no século XX...
Saudações

avelaneiraflorida dijo...

Obrigada, querida Ema, por este post!!!

Cada vez mais a minha alma aprende desse mundo maravilhoso de África!!!!

Um BOM DIA!!!!
Bjks

Antonio Delgado dijo...

Essa sempre foi a grande questão do ser humano...o que é a verdade? e há tantas quantas as estrelas do céu. Não seria muito mais interessante ve-las brilhar todas, tal como vemos com as estrelas do céu. E em vez de impor umas verdades sobre as outras limitando a visoes. Não seremos mais pobres por isso? Não é mais bonito ver o maior numero de verdades do que ver só uma ou pouco mais? esta ultima visão é como ver o céu sem estrelas numa noite nublada?
além de que os opostos se atraem.
Bjs.

Ema Pires dijo...

Viva meón,
Tem toda a razao, o totalitarismo é justamente creer que se está em posse da única verdade e que o mundo inteiro está errado. Essas pessoas dao medo.
Um abraço

Ema Pires dijo...

Amiga Avelaneira,
É o que desejo, que se deixe de pensar que em Africa só há miséria e guerras, que também as há. Também existe um certo pensamento filosófico, às vezes difícil de entender para um occidental, porque é outra estrutura mental. Aí está a diferêncça. Outras culturas, outras maneiras de ver o universo e o mundo. Mas basicamente somos iguais todos, brancos, pretos ou amarelos ou azúis!
Beijinhos

Ema Pires dijo...

Querido António,
Essa a questao, às vezes nao há só uma verdade porque há várias maneiras segundo cada indivíduo de defrontar a vida e as situaçoes. O que dizes das estrelas, é bonito. Assim que deixemos brilhar todas as estrelas e nao as apaguemos com felonias e falsas verdades.
Um beijinho