viernes, 6 de julio de 2007

Viagem na noite longa


Na noite longa
Minha alma
Chora sua fome de séculos.

Meus olhos crescem
E choram famintos de eternidade
Até serem duas estrelas
Brilhantes no céu imenso.

E o infinito se detém em mim.

Na noite longa
Uma remotíssima nostalgia
Ajuda a minha alma
E eu choro marítimas lágrimas
Enquanto no meu desejo heróico
De engolir os céus
Se alarga e já cai.

Tenho então
A sensação esparsamente longa
De vogar no absoluto.

Mário Fonseca (poeta e escritor cabo-verdiano)

12 comentarios:

Ludovicus Rex dijo...

Bela escolha. Também gostei da música.

Bom Fim de Semana

gasolina dijo...

Não sermos nós a olhar o infinito, buscar para além dessa linha que se arredonda lá longe. Deixar que o infinito repouse em nós.

Infinitamente simples, definitivamente belo.

Um beijo Ema de Fogo

Joana DÁrc dijo...

Olá amiga, muito bonita a poesia de Mario Fonseca que eu nao conhecia. A musica tambem é muito bonita.
Que passes um fim de semana bom.
beijinhos

Ema Pires dijo...

Obrigada amigo Ludovicus. Sempre é um prazer encontrá-lo por aqui.
Um grande abraço

Ema Pires dijo...

Amiga gasolina,
Deixar qo infinito repouse em nós! Poético e lindo.
Obrigada pela tua visita e o eu bonito comentário.
Um grande abrço para ti amiga Fogo

Ema Pires dijo...

Querida amiga Joana,
Sim a poesía é linda e fala bem dos sentimentos do povo de Cabo Verde, onde a natureza é às vezes dura. A música, algo melancólica, como eu nestes momentos.
Ler estes comentários amigos levanta o ânimo.
Um abraço

avelaneiraflorida dijo...

Belíssimo Poema!
Cada vez mais admiro os poetas da lusofonia!!!

Adoraria um dia poder estar naqueles lugares...

"BRIGADOS", Querida Ema!

Há palavras que nos ajudam a erguer o coração!!!!

Bjks

Ema Pires dijo...

Querida amiga avelaneira,
Há muitos e grandes poetas e escritores africanos, mas a maioria sao desconhecidos em Portugal e nem sao editados. É muito difícil encontrá-los. Por exemplo este autor é bastante conhecido e editado em França. Como foi França que tem descuberto cantores e músicos, como a grande Cesária Evora, e muitos mais. Parece que Portugal está de costa viradas para a lusofonia. Mas irei colocando mais perlas destas no meu blogue.
Um beijinho

avelaneiraflorida dijo...

E eu que ADOOOOOORRRRRROOOOO CESÀRIA!!!!

QUE BOM!!! ficarei à espera...
Bjks

Ema Pires dijo...

Quando puser uma música da Cesária, será dedicada a ti amiga Avelaneira.
Um grande beijinho e obrigada pela tua vitalidade eo teu bom humor.

papagueno dijo...

Um poema lindíssimo que eu não conhecia.
Bjs

Ema Pires dijo...

Vejo que ninguém conhece estes escritores africanos, mas aqui esto eu para os tirar do olvido!
Obrigada pela visita.
Bjs.