miércoles, 21 de mayo de 2008

Espuma da Terra















Estive na exposição de minerais e foi como estar na caverna do Ali Baba ou num lugar de sonho. Além das formações geológicas da própria gruta, do cheiro, do ligeiro escorrer da água e das gotas a cair do tecto, estavam aí para o meu deleite essas maravilhas que compõem a fabulosa colecção de minerais do Dr. António José Meneses Teixeira.
A espuma da terra é o que dá estas maravilhas. É uma maneira poética de chamar essa lava que vem do centro da terra e que segundo a pressão e as temperaturas, ao longo de milhares de anos, se transforma em sodalite, em água marina, hematite, rubi, diamante, ouro, toda a família dos quartzos, dos mais transparentes aos mais opacos (estes muito menos correntes). São azuis, verdes, amarelas, vermelhas ou brancas e transparentes com formas geométricas absolutamente perfeitas.
Foi um verdadeiro prazer para os sentidos e volto a essa gruta com o pensamento. Não deixarei de lá voltar.
Os minerais dão-nos a noção da nossa insignificância. Um banho de modéstia perante tanta beleza. São cristais moldados, esculpidos pelas forças telúricas durante milhares de anos. Nós passaremos brevemente por esta terra, da que também saímos e estes minerais ficarão aqui, ainda durante outros milhares de anos, imutáveis testemunhas de forças que nem podemos imaginar.
Deixo aqui umas fotografias para o deleite dos meus amigos.

16 comentarios:

Vieira Calado dijo...

Fantásticas obras de arte da Natureza!
Bjs

Siry dijo...

Imagino lo impactante de ver estas maravillas, que hermoso, me he quedado un buen rato observando los detalles. Que bien trabaja la naturaleza.

Besos amiga

Carilisve dijo...

!Hola Ema!
Gracias por las fotos, preciosas.
Besos

João Videira Santos dijo...

Me gustó el tema y sobretodo las palabras.

ANTONIO DELGADO dijo...

Ema Querida,

De facto a colecçao do Dr. António Meneses é muito rica e valiosa em variedade minerologica englobando até algumas peças muito raras. O espaço onde se exibe a selecçao nao poderia ser melhor!
Reconheço o teu gosto e fascinio pelas rochas e todos os temas relacionados com a terra, como a sua origem e misterios nos quais a formaçao dos minerais se inclui.
Tens umas belissimas fotos da exposiçao e o texto é muito bonito. De facto nao sao necessárias muitas palavras para expressar a beleza e a sensibilidade como fazes.
A musica também é muito bela, fruto do teu refinado gosto e remete-me para essas forças telúricas que se escondem e engendram no interior do nosso planeta.
Um beijo igualmente telúrico
António

Ema Pires dijo...

Amigo Vieira Calado,
Obrigada pela sua visita. Volte sempre.

Ema Pires dijo...

Amiga Siry,
Efectuvamente, esta exposición es algo absolutamente impactante y magnífico. Yo no hay trabajo más grandiosamente bello que el de la naturaleza.
Un beso

Ema Pires dijo...

Amigo Calilisve,
Gracias por pasar por aqui. Me quedo contenta si le ha gustado este post particular.
Besos

Ema Pires dijo...

Amigo Videira Santos,
Obrigada pela sua visita e volte sempre.
Um abraço

Ema Pires dijo...

Antonio,
Obrigada por este comentário tao bonito que me toca directamente o coraçao.
As fotos da exposiçao nao foram fáceis de fazer como sabes, devido às luzes que se reflectiam nas vitrinas onde estavam as pedras. Mas tenho vontade de acrescentar algumas mais.
Sobre o texto, passou-me a mesma coisa que quando fomos ver a exposiçao, lembras-te? fiquei sem voz.
Mando-te também um beijo "telúrico"

avelaneiraflorida dijo...

Querida EMA,

Tenho andado com muitos papéis atravessados no meu caminho...
mas tinha saudades de voltar a este cantinho de que gosto tanto!!!!
E esta ESPUMA DA TERRA é LINDISSSIMA!!!!
Brigados pela partilha!!!!!
bjkas!!!!

Mário Margaride dijo...

Olá Ema.

Belíssimas imagens aqui nos trazes!

A natureza é de facto extraordinária.

Um bom domingo

Beijinhos

Mário

Ema Pires dijo...

Obrigada pela visita, amigo poeta.
A geologia e as pedras também estao nos meus interesses. Tenho uma modesta colecçao de minerais.
Beijinhos

Ema Pires dijo...

Obrigada pela visita, amigo poeta.
A geologia e as pedras também estao nos meus interesses. Tenho uma modesta colecçao de minerais.
Beijinhos

C Valente dijo...

Há quem goste de descutir preços e quem não goste, são
openiões ,mas o comercio foi a parte que menos gostei de resto foi bom e não fiqye magoada
Saudalções amigas

Ema Pires dijo...

Amigo C valente,
A questao é que sao outras culturas e posso perceber que haja gente que nao goste de discutir preços, mas as coisas sao assim e quando se vai a um país com outra cultura, deve-se pelo menos entender e respeitar. É só isso. Eu pessoalmente adorava ir aos mercados e discuitir preços, faz parte da cultura de todo o mediterrânico. E a mensagem que deixei no seu blogue nao era especialmente para ti, querido amigo mas para uma senhora que se chama Silencio culpado, que vai passar duas noites com um grupo de turistas no deserto e já vem conhecendo todo um povo.
Bsijinhos